Naná Vasconcelos foi um contrabandista da música brasileira.

Apesar de ter vivido mais de 30 anos fora do Brasil, ganhado oito prêmios Grammy, gravado em Paris e Los Angeles e tocado com Don Cherry, Miles Davis, Pat Metheny, Jack DeJohnette, Gato Barbieri, raras vezes se viu um brasileiro tão brasileiro quanto Naná Vasconcelos. Era corriqueiro encontrar o percussionista em um chope no Filial, numa roda de conversa na Bodega do Veio ou num papo improvisacional infinito na universidade aberta da noite do mundo. Era aguardado pelo grupo Barbatuques para um show no Sesc Vila Mariana, nos próximos dias 12 e 13 (para quem produziu o disco Ayú).

Matéria completa no link abaixo.
https://musica.uol.com.br/noticias/redacao/2016/03/09/analise-nana-vasconcelos-foi-um-contrabandista-da-musica-brasileira.htm#fotoNav=4

Comente

Desenvolvido por Global Sites | LFDesigner